27 de abril de 2017

Começam as inscrições para o Prêmio Petrobras de Jornalismo


INFORMAÇÕES, FOTOS, GRAVAÇÕES DE ÁUDIO E VÍDEO
EM
WWW.PETROBRAS.COM.BR/AGENCIAPETROBRAS
Nota à imprensa
25 de abril de 2017
Começam as inscrições para o Prêmio Petrobras de Jornalismo
Regulamento foi reformulado e traz novidades em 13 categorias com prêmios individuais mais altos

Começam nesta terça-feira (25) as inscrições para a quarta edição do Prêmio Petrobras de Jornalismo (PPJ), em novo formato. O número de categorias e o orçamento total foram reduzidos, mas os prêmios individuais aumentaram, para entre R$ 10 mil* e R$ 40 mil*, totalizando R$ 245 mil.

Uma das grandes novidades deste ano é o lançamento da categoria especial de Inovação para o trabalho que se destaque pelo ineditismo do formato, da abordagem, do meio ou da linguagem. Outra novidade é o prêmio de Telejornalismo, exclusivo para as emissoras de televisão. Como nas edições anteriores, o Grande Prêmio Petrobras de Jornalismo será concedido à melhor reportagem entre todas as inscritas. Podem concorrer os trabalhos veiculados entre 10 de julho de 2015 e 10 de janeiro de 2017 e as inscrições devem ser feitas pelo site www.premiopetrobras.com.br.

O principal objetivo do Prêmio Petrobras de Jornalismo é valorizar as grandes reportagens e estimular e reconhecer aquelas que contribuem para a sociedade. A proposta é fazer um prêmio mais enxuto e, diferentemente das edições anteriores, os vencedores só serão anunciados na cerimônia de entrega dos troféus.

Os trabalhos serão avaliados em duas etapas. Na primeira, uma Comissão de Pré-seleção, composta por oito jornalistas com experiência comprovada, selecionará 10 finalistas de cada categoria e tema. Na segunda etapa, os trabalhos finalistas serão avaliados pela Comissão Julgadora, composta por seis profissionais renomados da imprensa, com vasta experiência jornalística. Os finalistas de cada categoria e os vencedores serão conhecidos na cerimônia de entrega dos troféus no segundo semestre de 2017. No ano passado, o Prêmio Petrobras de Jornalismo recebeu 1.255 inscrições, recorde entre as três edições realizadas.

PRÊMIOS:

- GRANDE PRÊMIO PETROBRAS DE JORNALISMO: para a melhor reportagem, entre todas as inscritas – R$ 40 mil*.

- CATEGORIA ESPECIAL – INOVAÇÃO: para o trabalho que se destacar pelo ineditismo de formato, pela técnica empregada, pela abordagem, pelo meio ou pela linguagem. Todas as matérias inscritas concorrem nesta categoria – R$ 25 mil*.

- ECONOMIA: reportagens de jornal/revista, emissoras de rádio e portais de notícias da internet que falem sobre a conjuntura econômica do Brasil – R$ 20 mil*.

- CIÊNCIA E TECNOLOGIA: reportagens de jornal/revista, emissoras de rádio e portais de notícias da internet que falem sobre ciência, tecnologia e inovação – R$ 20 mil*.

- SUSTENTABILIDADE: reportagens de jornal/revista, emissoras de rádio e portais de notícias da internet que falem sobre meio ambiente e temas sociais – R$ 20 mil*.

- CULTURA: reportagens de jornal/revista, emissoras de rádio e portais de notícias da internet que abordem manifestações culturais e artísticas do país – R$ 20 mil*.

- ESPORTE: reportagens de jornal/revista, emissoras de rádio e portais de notícias da internet que falem sobre atividades esportivas profissionais ou amadoras, individuais ou coletivas – R$ 20 mil*.

- TELEJORNALISMO: reportagens de emissoras de televisão sobre qualquer um dos temas acima relacionados – R$ 20 mil*.

- FOTOJORNALISMO: coberturas fotográficas sobre qualquer um dos temas acima relacionados que, sozinhas ou como parte integrante das reportagens, foram capazes de transmitir o impacto de cenas do dia a dia ou de acontecimentos marcantes, cumprindo o papel disseminador da informação – R$ 20 mil*.

- REGIONAL NORTE/ CENTRO-OESTE: matérias de veículos com sede em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Amapá, Pará, Tocantins, e Distrito Federal – R$ 10 mil*.

- REGIONAL NORDESTE: matérias de veículos com sede na Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão – R$ 10 mil*.

- REGIONAL RJ-MG-ES: matérias de veículos com sede no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo – R$ 10 mil*.

- REGIONAL SP-SUL: matérias de veículos com sede em São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – R$ 10 mil*.

*Valores brutos

Gerência de Comunicação Interna e Imprensa / Comunicação e Marcas
Telefone: 55 (21) 3224-1306 e 3224-2312
Plantão: 55 (21) 99921-1048 e 99985-9623
imprensa@petrobras.com.br


27 de março de 2017

CORREIOS VAI DEMITIR SEVIDOR CONCURSADO

Presidente diz que estatal precisa ser reestruturada para sobreviver

O presidente dos Correios, Guilherme Campos, vai anunciar em breve a mais polêmica decisão da história da estatal, diante da séria crise pela qual passa: o programa de Dispensa Motivada – na qual terá de demitir servidores para a empresa sobreviver

Cenário ocorre no momento em que a Câmara Federal aprova a lei da terceirização para o mercado de trabalho

Fotos Públicas


Cenário ocorre no momento em que a Câmara Federal aprova a lei da terceirização para o mercado de trabalho

O PDI – Programa de Dispensa Involuntária, no qual 5,5 mil funcionários deixaram a empresa, não foi suficiente para parar a sangria. Na Dispensa Motivada, ainda não há um número, mas a direção já faz levantamento de quais setores serão atingidos.

A direção dos Correios prepara sua defesa jurídica baseada no artigo 173, Parágrafo 1, Inciso II da Constituição, que permite adotar em empresa pública o regime jurídico de empresas privadas. E há brecha legal também para a Dispensa Motivada no Artigo 165 da CLT, na qual a estatal poderá alegar o grave quadro financeiro e econômico.
O cenário ocorre no momento em que a Câmara Federal aprova a lei da terceirização para o mercado de trabalho – embora este tema não esteja em debate na estatal.

Crise

Um integrante do Palácio revela que, na última década, mais de R$ 6 bilhões foram retirados dos Correios para ‘pagar dividendos’ – ou seja, para até manter o superávit primário.
Os funcionários foram avisados também da suspensão das férias. “Isso terá impacto de R$ 1 bilhão (a menos na conta) em 12 meses”, diz à Coluna o presidente dos Correios.
O clima é de protesto e tensão na estatal. Sindicatos das categorias já ameaçam paralisação. Campos alerta que as decisões são inevitáveis para a empresa sobreviver.

Apontada como uma solução, a privatização está fora de questão. “A missão que o presidente Temer e o ministro Kassab (Comunicações) deram é a recuperação da empresa”, diz Campos.



26 de março de 2017

CARROS ROUBADOS RECUPERADOS NA VILA KENEDY

Os amigos do 41º BPM-RJ estouraram um galpão enorme Vila Kenedy .                      

Se tiver alguém que foi roubado de repente as fotos podem ajudar
                        
Vamos ajudar aos seus proprietários  a tentar recuperá-los




VEÍCULOS RECUPERADOS












Remarcadores para adulteração de Numeração de Chassis



CONCURSO 2017 - A MORTE DA CLT E DO CONCURSO PÚBLICO


Confira o boletim da ONU Brasil #237




Visualize o boletim também em www.nacoesunidas.org/boletim237
Boletim quinzenal da ONU
Edição de 20 de março de 2017.



Vacinação é estratégia mais eficaz contra a febre amarela, aponta OMS. Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Agências internacionais enviarão ao Brasil mais de 3,5 milhões de vacinas contra febre amarela


O Grupo de Coordenação Internacional para o Fornecimento de Vacinas aprovou o envio de 3.504.607 de vacinas contra a febre amarela para o Brasil. Doses devem chegar ao país nesta semana. Organismo global é formado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a Federação Internacional da Cruz Vermelha e Sociedades do Crescente Vermelho (IFRC), a Médicos Sem Fronteiras (MSF) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com secretariado da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).



Cinquenta crianças refugiadas e mais de 20 atores e atrizes brasileiros participaram de ato pela paz na Síria, no Rio de Janeiro. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Artistas brasileiros e crianças refugiadas pedem paz na Síria em apresentação musical no Cristo Redentor


Cerca de 50 crianças refugiadas uniram suas vozes a de cantores e de mais de 20 atores e atrizes brasileiros para pedir o fim da guerra na Síria, que completa seis anos nesta quarta-feira (15). Em apresentação no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, um coral de meninos e meninas de 12 países encantou o público do ponto turístico ao lado dos músicos Tiago Iorc, Maria Gadu e Elba Ramalho. O ato pela paz foi organizado pelo "Amor Sem Fronteiras", movimento liderado por Daniele Suzuki e que já tem o apoio de mais de 150 artistas brasileiros.



Secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

'Paz na Síria é imperativo moral e político', diz António Guterres marcando seis anos de guerra


"Há seis anos, o povo da Síria tem sido vítima de um dos piores conflitos do nosso tempo", disse o secretário-geral, pedindo que as partes se envolvam nos diálogos que ocorrem atualmente em Genebra (Suíça) e Astana (Cazaquistão). Desde 2011, cerca de 6,3 milhões de pessoas já foram deslocadas devido à guerra na Síria. Outras 4,9 milhões de pessoas – em sua maioria mulheres e crianças – foram forçadas a buscar abrigo em outros países, segundo a ONU.



Mulheres nepalesas. Foto: Banco Mundial/Stephan Bachenheimer

Mulheres ainda enfrentam desigualdade no acesso a empregos e educação, diz ONU


Meninas e mulheres devem ser encorajadas a seguir a carreira que quiserem, afirmou nesta quarta-feira (8), Dia Internacional das Mulheres, a diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka. A chefe da agência das Nações Unidas alertou que elas ainda enfrentam desigualdades no acesso a empregos dignos e à educação de qualidade, sobretudo porque gastam mais tempo que os homens em tarefas domésticas.



Refugiada síria reconstrói a vida no Brasil e sonha com diploma universitário


'Eu comecei a viajar quando a guerra começou'. O conflito na Síria mudou a vida de Tülin Hashemi. Moradora de Damasco, a jovem de 25 anos teve de deixar a capital do país por causa dos riscos trazidos pelos confrontos. Há dois anos e dois meses, ela chegou ao Rio de Janeiro, onde dá aulas de inglês e árabe. Seu sonho é estudar Astronomia em universidades brasileiras.



Brasil tem o maior índice de casamentos infantis da América Latina. Foto: EBC

Brasil tem maior número de casamentos infantis da América Latina e o 4º mais alto do mundo


No Brasil, 3 milhões de jovens de 20 a 24 anos tiveram o matrimônio formalizado antes da maioridade. O número — que é o maior da América Latina e o 4º mais alto do mundo em valores absolutos — representa 36% do total de mulheres dessa faixa etária casadas. No mundo, anualmente, 15 milhões de meninas se casam antes de completar 18 anos. Casamento infantil é tema de relatório divulgado na quinta-feira (9) pelo Banco Mundial, UNFPA e ONU Mulheres.



Capacetes azuis e uniformes dos representantes das forças de paz da ONU. Foto: ONU/Marco Dormino

Secretário-geral lança estratégia para combater abuso sexual na ONU


O secretário-geral da ONU, António Guterres, lançou nesta quinta-feira (9) um relatório sobre medidas especiais para a proteção contra exploração e abuso sexual na Organização. O documento deverá ser analisado pela Assembleia Geral das Nações Unidas. "Tais atos de crueldade nunca deveriam ocorrer. Certamente, nenhuma pessoa servindo às Nações Unidas deve ser associada a tais crimes repugnantes e cruéis", disse o secretário-geral em mensagem de vídeo.



Além do Brasil, outros 5 países sul-americanos registram casos de febre amarela, alerta OMS


A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) divulgou na quinta-feira (16) uma atualização de alerta epidemiológico sobre a febre amarela nas Américas. Neste ano, além do Brasil, Colômbia, Bolívia, Equador, Peru e Suriname têm notificado casos da doença.
A agência da ONU alertou que existe a possibilidade de o Brasil passar a ter também a transmissão urbana da febre amarela — ou seja, causada pelo Aedes aegypti — devido à confirmação de casos em humanos e macacos em áreas próximas a grandes aglomerados urbanos. No entanto, até o momento, não há evidências de que esse mosquito esteja envolvido na transmissão. Equipes da OPAS/OMS estão em diversas áreas afetadas para apoiar o Brasil na resposta ao surto.



Teresina, capital do estado do Piauí. Foto: EBC

Piauí fecha parceria com PNUD para alinhar políticas públicas aos objetivos globais


O governo do estado do Piauí, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), lançou oficialmente na quarta-feira (15) em Brasília a "Estratégia Piauí ODS" para representantes do setor privado que possuem investimentos no estado. Participaram do evento de lançamento mais de 20 empresas com negócios no Piauí em áreas como energia solar e eólica, mineração, infraestrutura, agronegócio e turismo.



Seminário Internacional sobre Reforma Previdenciária - Foto: Agência Câmara

Seminário Internacional aponta que é necessário diálogo na reforma previdenciária


Especialistas alertam que é necessário dialogar com a sociedade sobre a reforma previdenciária e não restringir as mudanças apenas à sustentabilidade fiscal do sistema.
Seminário internacional sobre o tema reuniu em Brasília diversos especialistas, incluindo o ex-ministro da Fazenda do Chile e atual assessor regional da Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alberto Arenas.


No que diz respeito à participação das mulheres no Poder Legislativo, Brasil ficou atrás de países como Turquia, Gabão, Paraguai e China. Foto: Senado Federal

Brasil fica em 167º lugar em ranking de participação de mulheres no Executivo, alerta ONU


A ONU Mulheres, em parceria com União Interparlamentar (UIP), lançou na quarta-feira (15) um panorama sobre a participação política das mulheres no mundo. Com apenas uma ministra, o Brasil ficou na 167ª posição no ranking mundial de participação de mulheres no Executivo, que analisou 174 países. Em relação ao ranking da participação no Congresso, o país ficou na 154ª posição, com 55 das 513 cadeiras da Câmara ocupadas por mulheres, e 12 dos 81 assentos do Senado preenchidos por representantes femininas.



ONU Mulheres destaca que prefeitos e legisladores devem estar atentos às demandas das mulheres, pois elas estão lideran mobilizações por mais direitos em todo o Brasil. Foto: Mídia Ninja

ONU Mulheres: 75% dos brasileiros querem prioridade para políticas de igualdade de gênero


Em pesquisa inédita no Brasil e divulgada nesta terça-feira (14), a ONU Mulheres e o Ibope revelam que três em cada quatro brasileiros consideram de extrema importância o envolvimento de gestores públicos e políticos na promoção da igualdade de gênero. Levantamento aborda percepção do público sobre acesso das mulheres a educação, cultura, mercado de trabalho, participação em governos e partidos políticos.



Marcha das Mulheres em Oakland, nos Estados Unidos. Foto: Flickr/jar [] (CC)

ARTIGO: Da ambição para a ação, por António Guterres


Às vésperas do Dia Internacional das Mulheres, o secretário-geral da ONU, António Guterres, lembrou que posições de liderança ainda são majoritariamente ocupadas por homens, enquanto a lacuna econômica baseada no gênero se aprofunda em todo o mundo graças a "atitudes ultrapassadas e machismo". "Empoderá-las é a única maneira de proteger seus direitos e assegurar que elas possam alcançar seu potencial pleno", disse Guterres, em artigo. Leia o texto na íntegra e assista ao vídeo com mensagem para a ocasião.



Jairo Bouer esclarece dúvidas relacionadas ao HIV e à AIDS durante o debate. Foto: Globo Play/Reprodução

Campanha #EseFosseComVocê? do UNAIDS é lançada na Rede Globo


"A pessoa é muito mais que o HIV. Então toda vez que há preconceito, se dificulta o acesso ao tratamento e à testagem", disse o psiquiatra Jairo Bouer durante o debate sobre discriminação e o vírus, ocorrido no Encontro com Fátima Bernardes desta segunda-feira (6). Além de dedicar parte do programa ao tema, a apresentadora anunciou o lançamento da campanha #EseFosseComVocê? do UNAIDS, em parceria com a Rede Globo.



Lei brasileira permite o casamento de meninas com qualquer idade em caso de gravidez. Foto: EBC

ARTIGO: Como a lei brasileira vê a mulher?


Em artigo publicado na imprensa, a especialista do Banco Mundial, Paula Tavares, aponta brechas na legislação brasileira responsáveis por perpetuar desigualdades de gênero.




Crianças na Bridges Church de Brasília. Foto: Bridge Church.

Encontro em Brasília promove integração entre crianças migrantes e brasileiras


Festa intercultural, brincadeiras e outras atividades proporcionaram um dia repleto de diversão e interação para crianças e adultos de diversas nacionalidades. Organizado pelo Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), parceiro da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), o evento "Crianças sem Fronteiras" ocorreu no último sábado (11) em Brasília.



Mulheres refugiadas receberão orientações sobre como ocorrem os processos de seleção e recrutamento para empregos no Brasil. Foto: Rede Brasil do Pacto Global/Fellipe Abreu

ONU lança 2ª edição de projeto para inserir refugiadas no mercado de trabalho brasileiro


A Rede Brasil do Pacto Global lançou na quinta-feira (9), em São Paulo, a segunda edição do projeto Empoderando Refugiadas. O objetivo da iniciativa é conscientizar empresas sobre a possibilidade legal de contratar refugiadas, além de preparar as estrangeiras vítimas de deslocamento forçado para entrar no mercado de trabalho brasileiro.



Foto: Pixabay/CCO

OMS registra aumento de casos de depressão em todo o mundo; no Brasil são 11,5 milhões de pessoas


Relatório global lançado pela Organização Mundial da Saúde aponta que o número de casos de depressão aumentou 18% entre 2005 e 2015: são 322 milhões de pessoas em todo o mundo, a maioria mulheres. No Brasil, a depressão atinge 11,5 milhões de pessoas (5,8% da população), enquanto distúrbios relacionados à ansiedade afetam mais de 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população).



Chama pública convoca representantes da sociedade civil a participarem da Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Foto: PNUD Brasil/Tiago Zenero

Governo seleciona representantes da sociedade civil e de municípios para comissão sobre metas da ONU


Até 22 de março, a Presidência da República recebe candidaturas de representantes da sociedade civil e do nível municipal de governo para compor a Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Criado em outubro do ano passado, o organismo tem a missão de estimular a participação social no cumprimento das metas da ONU, além de garantir transparência na sua implementação.



Representantes de agências da ONU e do governo do Acre discutiram possíveis parcerias em saúde, educação de jovens e empreendedorismo sustentável. Foto: SECOM/Sérgio Vale

Agências da ONU visitam Acre para discutir parcerias em saúde e empreendedorismo sustentável


Em visita ao Acre dos dias 15 a 17 de fevereiro, agências das Nações Unidas discutiram futuras parcerias com o estado para promover o crescimento econômico sustentável, bem como o acesso a educação, serviços de saúde e medicamentos. Organismos da ONU querem inserir unidade federativa no mercado internacional de preservativos e fármacos, além de estimular participação de jovens em negócios ecologicamente responsáveis.



CEPAL e governo brasileiro promovem em Brasília negociações com vistas a um acordo regional sobre direito à informação, participação e justiça em temas ambientais. Foto: PNUMA

CEPAL promove em Brasília negociação de acordo regional sobre direito ambiental


A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e o governo brasileiro promovem de 20 a 24 de março em Brasília negociações com vistas a um acordo regional sobre direito a informação, participação e Justiça em temas ambientais. Delegados de países latino-americanos e caribenhos participarão dos encontros, que serão transmitidos pela Internet.



O Pró-Semiárido é um projeto de desenvolvimento regional, atuante em 32 municípios com mais baixo índices de pobreza do semiárido baiano. Foto: EBC

Fundo da ONU aprova novo aporte para projeto Pró-Semiárido na Bahia


O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) aprovou um novo aporte, no valor de 45 milhões de reais, para o projeto Pró-Semiárido, fruto de uma parceria entre o governo do estado da Bahia e o organismo internacional. A iniciativa de desenvolvimento regional atua em 32 municípios com mais baixo índices de pobreza do semiárido baiano, e tem como público-alvo as populações pobres das comunidades rurais.



A iniciativa, de inspiração brasileira, tem ajudado a aumentar a produtividade dos pequenos agricultores em alguns países africanos e ligá-los melhor aos mercados, mas falta de recursos ameaça conquistas. Foto: PAA África

Falta de apoio pode pôr em risco projetos de alimentação escolar na África, diz ONU


Em missão ao Brasil para discutir o futuro do Programa de Aquisição de Alimentos para a África — o PAA África —, funcionários de agências da ONU reuniram-se com o governo brasileiro e britânico e com o Centro de Excelência contra a Fome dos dias 7 a 10 de março. Para representante do Programa Mundial de Alimentos (PMA), falta de investimentos e de assistência pode comprometer conquistas da iniciativa.



Campanha da FAO alerta para desafios que as mulheres enfrentam no meio rural. Imagem: FAO

FAO lança campanha em defesa da igualdade de gênero no meio rural


A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) lançou na quarta-feira (8) — Dia Internacional das Mulheres — a campanha de conscientização '#MulheresRurais, mulheres com direitos'. Objetivo da iniciativa é reconhecer as contribuições de agricultoras e trabalhadoras para a produção de alimentos na América Latina e no Caribe.



A Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) assinou convênio com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). Foto: EBC

UERJ e Fundação Casa Rui Barbosa são novas integrantes da Cátedra Sérgio Vieira de Mello


A Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e a Fundação Casa Rui Barbosa (FCRB) assinaram na quarta-feira (15) um convênio com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), e agora também integram a Cátedra Sérgio Vieira de Mello. As instituições se comprometeram a incluir a temática do refúgio em seus programas.



Após o início do programa

Agência da ONU discute implantar no Rio projeto de prevenção à criminalidade pelo esporte


Após o início do programa "Vamos Nessa" em Brasília, que pretende dar habilidades para a vida a jovens de comunidades vulneráveis, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) realizou uma série de reuniões com autoridades governamentais, membros da sociedade civil e de organizações esportivas no Rio de Janeiro para debater formas de implantar o projeto na cidade.



Foto: upslon/Flickr

ONU Mulheres recebe inscrições para Grupo Assessor da Sociedade Civil


A ONU Mulheres recebe candidaturas de representantes de organizações e redes da sociedade civil brasileira para o Grupo Assessor da Sociedade Civil (Brasil). O prazo de inscrição vai até 30 de abril por meio do e-mail onumulheres@unwomen.org. Os Grupos Assessores da Sociedade Civil da ONU Mulheres são espaços globais, regionais e nacionais com o propósito de facilitar consultas efetivas, contínuas e estruturadas entre a sociedade civil e a ONU Mulheres.



Banco Mundial está elaborando uma nova estrátegia de atuação no Brasil. Foto: Banco Mundial

Banco Mundial chama população a opinar sobre parceria entre o organismo financeiro e o Brasil


O Banco Mundial chama a população brasileira a participar de uma consulta pública sobre os rumos da parceria entre o organismo financeiro e o Brasil. Até 31 de maio, a agência da ONU receberá contribuições por e-mail de qualquer pessoa interessada. Recomendações do público serão levadas em conta na elaboração da nova estratégia nacional do Banco para o período 2017-2023.



Oficiais da Missão de Paz da ONU no Mali (MINUSMA) no terreno. Foto: MINUSMA / Marco Dormino

Abertas inscrições para chefia de missões de paz da ONU


Estão abertas até 15 de abril inscrições para posição genérica de Representante e Vice-representante Especial do Secretário-Geral nas missões de campo ou missões de paz da ONU. Indicação de mulheres é altamente encorajada. Atualmente, existem 59 cargos do tipo em todo o mundo.



Jovens brasileiros selecionados na edição passada do concurso Muitas Línguas, Um Mundo. Da esquerda para a direita: Leonardo Alves (espanhol); José Ildo de Oliveira Júnior (francês); Ellen Silva (espanhol); e Tom Claudino dos Santos (inglês). Foto: Arquivo pessoal/Tom Claudino dos Santos

Concurso de redação da ONU é oportunidade ideal para jovens brasileiros discutirem cidadania e multilinguismo


As inscrições para o concurso de redação Muitas Línguas, Um Mundo, voltado para jovens universitários, seguem abertas até 16 de março. A iniciativa, promovida pela escola de inglês ELS Educational Services em parceria com o programa Impacto Acadêmico da ONU, é uma ótima oportunidade para jovens brasileiros se envolverem em questões de cidadania global e entendimento cultural e discutirem a importância do desenvolvimento de habilidades linguísticas. Brasileiros contam como foi a experiência em 2016.



FacebookTwitterGoogle+Cadastro

Acesse aqui todas as oportunidades de estágio e trabalho:www.nacoesunidas.org/vagas/brasil e outras oportunidades e editais emwww.nacoesunidas.org/tema/editais
Leia mais em www.onu.org.br e acesse nossas redes em www.nacoesunidas.org/redes